7 coisas que só um folião belo-horizontino consegue entender

26 de janeiro de 2019


Foto: Julia Lanari

A canção já dizia: “quem não gosta de samba, bom sujeito não é”. E o folião belo-horizontino gosta de samba. Mas gosta também de axé, sertanejo, rock and roll e por aí vai. Não foi à toa que o Carnaval de Belo Horizonte se transformou em um dos melhores do país.

Não é só a pluralidade de blocos e estilos musicais que cativa. Algumas peculiaridades desse encontro entre cidade, blocos e foliões fazem a diferença da festa.

(ALERTA DE LISTA!) Como adoramos ver todo mundo na expectativa para a próxima folia, resolvemos relembrar algumas dessas coisas que você só encontra em BH. Se você é daqui, certamente vai se identificar com a maioria. Agora, se é a primeira vez, preste atenção pra não perder nenhum detalhe!

A festa começa cedo!

Em BH, o Carnaval é na rua e de dia! Tem bloco que sai junto com o sol e até mesmo antes dele (acredite!). Acompanhar esse ritmo exige disciplina. A boa é ajustar o despertador pra pular da cama cedo, reforçar o café da manhã e fazer o dia durar. Para quem não consegue acordar cedo, a dica é curtir os desfiles das escolas de samba e blocos caricatos, que acontecem nos dias 4 e 5 de março, a partir das 18h horas, na avenida Afonso Pena.

Encontrar e se perder dos amigos (e depois encontrar de novo)

Como a festa por aqui é aberta, sem cordas, abadás ou camarotes, a sugestão é combinar um ponto de encontro com a turma pra todo mundo se divertir junto. Mas, nem sempre isso dá certo. Afinal, só no ano passado foram 3,5 milhões de pessoas tentando se encontrar. Imagina! Então, não estranhe se a turma se separar durante o percurso do bloco. Eventualmente vocês vão se encontrar, vão fazer novos amigos, conhecer os amigos dos amigos e por aí vai. É como dizem por aqui: BH é um ovo!

O verão é real

Belo Horizonte tem  temperaturas mais agradáveis do que vários outros destinos de carnaval, isso é verdade. Mas lembra do que falamos ali em cima? O Carnaval aqui é de dia, no verão. Então lembre-se daquele conselho e use um bom protetor solar, crie uma fantasia leve e arejada e hidrate-se! Neste artigo damos boas dicas pra você manter o bem-estar durante a folia.

Ir de um bloco para outro

Rômulo Paes, considerado o Lupicínio Rodrigues de Belo Horizonte, profetizou:  “minha vida é esta, subir Bahia e descer Floresta”. Prepare-se pra fazer isso várias vezes durante o carnaval. São mais de 500 blocos na programação deste ano, em todas as regiões da cidade. O Carnaval por aqui é descentralizado. E como a folia começa cedo, os mais animados aproveitam para montar um roteiro e emendar um desfile no outro.

Baterias abertas

Quer sentir a vibração do seu bloco preferido por dentro da bateria? Na capital mineira, isso é possível. A maioria dos blocos que desfilam por aqui abrem espaço para músicos-foliões. Ou seja, você pode dar vida ao percussionista que há dentro de você! Mas fique atento: os blocos ensaiam muito para fazer bonito durante a folia. Alguns oferecem até oficinas para músicos iniciantes e têm alas dedicadas à dança.

Um oásis chamado: ambulantes

Carnaval, verão, calor, todo mundo procura um jeito de se refrescar. Mas quem poderá nos salvar se estivermos em um desfile com milhares de pessoas em volta? Os ambulantes! A festa deste ano contará com mais de 13 mil pessoas cadastradas e orientadas para o comércio de água, refrigerantes e aquela Skol gelada durante os desfiles.

Foliar, foliar e se sentir em casa

Aqui, todo mundo se sente em casa. Você já deve ter visto esta frase aqui no site: “é de todo mundo!”. Em meio a tantos blocos, de estilos diferentes, o barato é se divertir. A festa é só alegria. Pra quem vem de fora, BH oferece infraestrutura hoteleira completa e uma gastronomia que dispensa comentários.

E aí, bateu aquela vontade de ir pra rua? Siga o nosso Instagram (@carnavaldebh) e o nosso Facebook (@carnavaldebh) e baixe o app Belo Horizonte Surpreendente para receber todas as informações oficiais da programação.