Programação oficial e completa? Só no
aPp BeLo HoRiZoNtE
sUrPrEeNdEnTe
appstore googleplay

Sabe aquela história de dizer que “Carnaval é na avenida”? O belo-horizontino ressignificou isso aí. A folia por aqui é na rua, na praça, na avenida, está em todo lugar! Este ano, mais de 500 blocos vão desfilar durante o período oficial do Carnaval de Belo Horizonte. E vários deles estão fora da região central da cidade.

Em 2019, 47% dos desfiles vão acontecer fora dos eixos Centro-Sul e Leste, que tradicionalmente recebem multidões durante a festa. Tem bloco em todos os lugares, pra todos os gostos e pra todo mundo! Aqui você encontra as informações sobre seus blocos favoritos para montar sua programação. É fácil, basta pesquisar por nome, bairros ou datas.

Se o número de blocos cresceu, cresceu também o número de pessoas que precisa se refrescar durante a folia. Mais de 13 mil ambulantes se credenciaram para atuar em todas as regiões da cidade na venda de bebidas. Então, relaxa e aproveita, pois vai ter água, refrigerante e aquela Skol gelada bem perto de você!

Quem quer bebida, quer comida! Então, se bater aquela fome antes ou depois dos blocos, a dica é buscar uma das opções do Carnaval Gastrô. São 38 bares e restaurantes, vários deles em bairros também fora da região central, com pratos variados e preços especiais para os foliões ou para quem quer apenas saborear uma boa comida. Aqui você encontra todos os detalhes.

Música boa de noite e de dia

Além dos blocos de rua, uma boa opção para quem busca diversão fora da região central da cidade é curtir a programação dos palcos oficiais da folia. Serão oito palcos, quatro deles em pontos descentralizados, sempre com shows musicais para crianças e adultos. E o melhor, tudo de graça! A opção é ideal pra quem pretende estender a folia até mais tarde, já que a maioria dos palcos tem atrações até 23h. Dê uma olhada na programação completa e programe-se.

O Carnaval de Belo Horizonte conta, ainda, com uma extensa programação associada. São festas e eventos realizados por produtores locais durante o período carnavalesco. Aqui você encontra as atrações também organizadas por nomes, bairros ou datas.

Ah, e se pintar alguma dúvida sobre como ir pra qualquer lugar, vai aqui mais uma dica: nesta folia, conte sempre com o serviço da Uber para um deslocamento seguro, confortável e com preço acessível. São mais de 35 mil motoristas atuando em Belo Horizonte. Vá de Uber!

Gostou das dicas? Então, não perde tempo, dá uma conferida na programação completa, compartilha com os amigos e se organiza, porque o Carnaval de Belo Horizonte é mesmo surpreendente e tem sempre uma novidade pra te fazer cantar, pular e se emocionar.

Acabou a espera! Já tá rolando o período oficial do Carnaval de Belo Horizonte e, com ele, a  maratona de blocos, festas e desfiles.

Por isso, a gente criou uma lista de 7 acessórios que podem te ajudar muito na folia. São itens para você passar um Carnaval muito mais seguro e confortável. Olha aí!

1. A boa e velha pochete

É fato. Goste você ou não da ideia, a pochete voltou. Há alguns anos ela deixou de ser considerada cafona para se tornar estilosa. E, pra entrar no clima da folia, vale apostar nas coloridas, com glitter e lantejoulas, que tal?

Pode confiar! Vai ser uma das melhores decisões para o seu Carnaval. Seja na cintura ou no ombro, de forma transversal, a pochete deixa tudo muito mais prático e confortável, já que libera suas mãos, é leve e cabe exatamente o que você precisa: documento de identidade, celular e dinheiro ou cartão.

Se você não gosta mesmo da pochete aparecendo, tudo bem. Tem a opção da doleira, que você coloca sob a roupa e fica tudo escondidinho.

2. Caneca com cordinha, sua fiel companheira

Falando em liberar as mãos, uma ótima dica é contar com uma caneca de plástico ou metal com cordinha. Quando você não estiver bebendo algo, é só pendurá-la no pescoço e seguir o bloco. Dá até para se juntar à bateria e tocar algum instrumento!

A caneca também é uma opção mais sustentável, pois evita o uso dos copos descartáveis. É sempre bom lembrar que um Carnaval seguro NÃO inclui garrafas e recipientes de vidro em geral.

Veja outras formas de carnavalizar de forma mais consciente!

3. Prendedores de cabelo

Seguindo a linha de curtir a folia com mais conforto, aqui está um acessório que muitas vezes é esquecido – ou perdido por aí – mas que faz toda a diferença nesse calor.

Presilha, elástico, gominha, xuxinha: seja lá como você chama o acessório, se você tem cabelos compridos, sempre leve uma com você.

Quanto mais fresquinho você estiver, mais agradável será estar no meio da multidão.

4. Fantasias leves

A gente sabe que caprichar na fantasia é uma delícia! Usar a criatividade, se transformar em um personagem que você adora, usar coisas que talvez você não usaria durante o ano.

Mas na hora de montar sua fantasia, tente considerar usar roupas leves e frescas. O calor é intenso nesta época do ano e, principalmente, no meio da folia.  

5. Short anti atrito

A mistura do calor, a andança (e a dança) pelos blocos é uma maravilha. Porém, para muitas pessoas, causa um inconveniente: as assaduras nas pernas.

Já pensou em usar um short anti atrito mais justo debaixo da fantasia? Você poderá andar de um bloco a outro, aproveitar os shows nos palcos pela cidade e chegar em casa sem dores. Afinal, no dia seguinte tem mais folia!

6. Calçados fechados

Outro acessório muito importante na hora de pensar no look é o calçado. Depois de andar por várias horas, você irá nos agradecer por essa dica.

Escolha calçados confortáveis e, de preferência, fechados. Pode ser tênis, uma botinha leve ou até uma sandália fechada atrás. Além de evitar o cansaço e as dores nos pés e nas pernas, usar calçados fechados ainda protege de cacos de vidro e objetos pontiagudos que, por ventura, estejam nas ruas.

Aqui vale lembrar: Carnaval seguro NÃO inclui garrafas e recipientes de vidro! Leve ou compre sempre as bebidas em lata. Além de mais seguras, seu processo de reciclagem causa menor impacto ao meio ambiente.

7. Camisinha

Não dá pra falar de segurança no Carnaval e deixar a prevenção contra as DSTs (doenças sexualmente transmissíveis) de lado.

No Brasil, são registrados cerca de 40 mil novos casos de Aids todo ano, por isso é sempre importante enfatizar: para aproveitar com tranquilidade, use sempre o preservativo.

Além do HIV, a camisinha protege contra outras doenças e infecções.

Com esse kit, você estará preparado para aproveitar o Carnaval com todo conforto e de forma mais segura!Já conferiu a programação oficial do Carnaval de Belo Horizonte 2019? Acesse e escolha seus blocos de rua preferidos!

Já parou pra pensar em quanto lixo é jogado nas ruas de Belo Horizonte durante o Carnaval? Somente em 2018, a SLU (Superintendência de Limpeza Urbana) recolheu cerca de 1,5 toneladas de lixo. Muita coisa, né?

(mais…)

Belo Horizonte recém-completou 121 anos e, ao contrário do que muita gente imagina, por aqui sempre teve carnaval. Sempre mesmo! Os primeiros registros de folia são do ano de inauguração da cidade, em 1897.

De lá pra cá, muuuito glitter passou por esses corpinhos mineiros! E como tem história! Por isso, resolvemos homenagear o aniversário da cidade listando algumas curiosidades desse carnaval que surpreende a cada ano. Dá só uma olhada!

1. Que avenida que nada, o primeiro carnaval aconteceu em um canteiro de obras

Nem agogôs, nem tamborins, os primórdios da folia foram entre pás e marretas. Em 1897, os foliões foram os próprios operários que construíam a cidade. Eles se organizaram em carros e carroças e desfilaram da Praça da Liberdade até a avenida Afonso Pena. Esse movimento deu origem aos blocos caricatos, que até hoje saem pelas ruas.

Foto: Arquivo Público Mineiro

2. O bloco mais antigo de Belo Horizonte tem mais de 70 anos

Criado em 1947, o Leão da Lagoinha arrastou multidões por décadas na folia belo-horizontina. O cortejo partia das ruas Itapecerica e Machado de Assis, na região da Lagoinha, até a avenida Afonso Pena, sempre no primeiro dia de festa. Por alguns anos, o bloco não foi pra rua, mas em 2017 retomou suas atividades para a alegria dos foliões tradicionais.

Foto: Cacá Lanari

3. JK era habituê do rolê

É isso mesmo. Mineiro de Diamantina, o presidente Juscelino Kubitschek adorava os bailes do lendário Terrestre Esporte Clube, na região da Lagoinha. Nas décadas de 1950 e 1960, os músicos, jogadores de futebol e outras personalidades da época se misturavam ao povão por ali.

4. A loira do Bonfim já foi musa do carnaval 

Na década de 1950, os foliões do Leão do Bonfim, principal bloco da época, se fantasiavam com perucas loiras e exageravam no batom vermelho, inspirados pela personagem. Segundo a lenda urbana, a moça seduz homens na calada da noite e os leva para casa, o Cemitério do Bonfim. Ui!

5. Na folia, quem manda é o rei (e a rainha e a princesa)

A Corte Momesca é destaque do carnaval desde a década de 1980. O trio de embaixadores, que se renova a cada ano, tem a responsabilidade de manter o espírito carnavalesco vivo durante a folia. Na abertura do evento, eles recebem das mãos do prefeito a chave da cidade.

Foto: Guará Fotografia

6. Em BH, ousadia é alegria

Sabe aquela marchinha de carnaval que todo mundo canta junto? Temos! Desde 2012, o Concurso de Marchinhas Mestre Jonas realiza um baile para eleger as músicas mais criativas e ousadas do carnaval. A mistura de ironia, crítica política e social e muito bom humor esquenta o clima da festa e deixa a galera na expectativa por um novo hit a cada ano.

7. O carnaval é de todo mundo (todo mundo mesmo)

Lembra daquela música “junte sua mãe, seu cachorro, sua sogra”? Pois é, em BH é bem assim, tem rolê pra todos os gostos! E a Banda Mole é o símbolo máximo disso. Há mais de 40 anos, o evento reúne criatividade e tolerância, arrastando multidões na avenida Afonso Pena, sempre no sábado anterior ao carnaval.

8. Temos o segundo melhor carnaval do país (é verdade esse bilete)

Ao povo o que é do povo. Justiça seja feita, nesta década o nosso carnaval fez a fênix e renasceu graças a um movimento criado pelos próprios belo-horizontinos. A festa se multiplicou e, em 2018, foi eleita a segunda melhor do país de acordo com uma pesquisa realizada pelo Google. Somente este ano, 3,8 milhões de pessoas foliaram por aqui.

Foto André Fossati

Deu vontade de ir pra rua agora, né? Nós também estamos contando os dias e as horas! Mas olha, faltam só 65 dias para o início do período oficial do Carnaval de Belo Horizonte. Vai dando um tapa na fantasia aí que já já a gente se vê.

Ah, e aproveita pra nos seguir nas redes e ficar por dentro de tudo que vai rolar: @carnavaldebh e www.facebook.com/carnavaldebh.

Siga o carnaval facebook instagram twitter

Belotur - Rua da Bahia, 888 - Centro - Belo Horizonte - MG - Email: belotur@pbh.gov.br

.
Voltar ao topo