Publicado em 31 de outubro de 2017

Prefeitura lança edital de patrocínio para o Carnaval

Empresas interessadas em patrocinar o Carnaval de Belo Horizonte 2018 – um dos maiores do país, gerando visibilidade para suas marcas e produtos durante todo o evento – já podem ter acesso ao edital lançado pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Belotur. O documento pode ser solicitado pessoalmente na sede da Belotur (rua da Bahia, 888, 7º andar – Centro) ou pelo e-mail licitacoes.belotur@pbh.gov.br . O edital anunciado essa semana prevê que o patrocinador cumpra com a contratação de estrutura e serviços, além do investimento mínimo de R$ 2,5 milhões.
 

Aluizer Malab, presidente da Belotur, explica que o investimento da iniciativa privada é essencial para a realização de um Carnaval com infraestrutura necessária para atender à atual demanda do evento em Belo Horizonte, que vem crescendo ano após ano, além de otimizar os recursos da Administração Pública. “Em 2017, Belo Horizonte alcançou o número de três milhões de foliões nas ruas da cidade, tornando-se o maior carnaval da capital. Para 2018, estamos ainda com uma expectativa de crescimento de 20% do público”, finaliza Malab.
 

“Estamos trabalhando para o atendimento de um evento que vem crescendo e gerando muita visibilidade para a cidade e, consequentemente, para o patrocinador que desejar associar sua marca ao Carnaval de Belo Horizonte”, afirma Gilberto Castro, diretor de Operações e Eventos da Belotur. De acordo com ele, o planejamento para 2018 tem como objetivo proporcionar mais conforto, segurança e qualidade nos serviços. “Isso significa maior quantidade de banheiros químicos nas ruas, mais palcos oficiais espalhados pelas regionais, mais segurança, limpeza, logística e outros serviços”, finaliza Gilberto.
 

Os interessados poderão participar desta seleção de ‘forma direta’, em nome próprio, ou apresentar-se como ‘agência de captação’, com direito de ativar até três marcas sob a chancela de patrocínio. Os envelopes de documentação e de propostas deverão ser entregues das 9h30 às 10h15 do dia 10 de novembro, sexta-feira, na sede da Belotur (rua da Bahia, 888, 7º andar – Centro).

Carnaval de Belo Horizonte

Cerca de três milhões de foliões curtiram o Carnaval de Belo Horizonte de 2017, que contou com 416 desfiles de blocos de rua, shows de artistas locais e regionais nos palcos oficiais, desfiles de escolas de samba e de blocos caricatos. 

Linha cronológica:

• 1897 – Foliões fazem o Carnaval em BH, antes mesmo de sua inauguração

• Década de 1910 – Começa o desfile das grandes sociedades, que saíam com os carros alegóricos – na verdade caminhões – pela cidade

• Década de 1930 – A Escola de Samba Pedreira Unida, formada por moradores da Pedreira Prado Lopes, é a primeira agremiação a desfilar em BH

• 1975 – Banda Mole faz sua estreia no Carnaval

• 1980 – Escolas de Samba e blocos caricatos saem pela primeira vez na Avenida Afonso Pena. Desfile oficial do Carnaval foi instituído pelo Decreto Municipal 3.676

• 1990 – Blocos caricatos e escolas de samba desfilam pela última vez na Avenida Afonso Pena

• 2004 – Desfile das Escolas de Samba é transferido para a Via 240, na região Norte

• 2010 – Movimentos de Blocos de Rua começam a surgir pela cidade

• 2011 – Desfile das escolas de samba é transferido para o Boulevard Arrudas, na região Centro-Sul

• 2013 – Blocos de Ruas atraem grande número de foliões, em especial na região central e no bairro Santa Tereza

• 2014 – O desfile das Escolas de Samba e Blocos Caricatos volta para a Avenida Afonso Pena depois de 24 anos sendo realizado em outros locais. Blocos de rua levam uma multidão de foliões para todas as regiões da cidade

• 2015 – Com mais de 1 milhão de pessoas nas ruas, o Carnaval de 2015 entrou para a história da capital mineira quanto ao número de público. Foram mais de 200 blocos animando a festa em vários pontos da cidade; nove blocos caricatos e seis escolas de samba desfilaram na avenida Afonso Pena

• 2016 – Público de 1,6 milhão de foliões

• 2017 – três milhões de foliões nas ruas de Belo Horizonte, 416 desfiles de blocos de rua, além dos tradicionais desfiles de escolas de samba, blocos caricatos e shows de artistas locais nos palcos oficiais.

• 2018 – previsão de crescimento de 20%. 

Outras notícias