Estrela do Vale

Cores: azul e amarelo

Representando a região do Barreiro, berço de sua criação, a Escola Estrela do Vale foi fundada em 14 de março de 2009. Estreou no Carnaval de Belo Horizonte em 2010 e, já conquistou a terceira colocação nos dois últimos anos.

A escola fará uma homenagem para a primeira capital do Brasil, a cidade de Mariana. De acordo com Eduardo Barros, presidente, o samba-enredo foi composto antes do desastre ambiental que aconteceu na cidade em novembro de 2015. “Tivemos a ideia de homenagear Mariana e o enredo foi composto em abril de 2015. Agora, mais do que nunca, a cidade merece muita atenção”, comenta Eduardo. Culinária, artesanato e muita história estarão presentes no desfile da escola, que tem 350 participantes, 11 alas, dois carros alegóricos e um tripé.

A
Foto: Nélio Rodrigues / Acervo Belotur
A
Foto: Nélio Rodrigues/ Acervo Belotur
A
Foto: Nélio Rodrigues / Acervo Belotur

 

Samba enredo 2016: Bordada no ouro do amanhecer, desperta a senhora soberana. No meu Carnaval, simplesmente Mariana
Autores: Eduardo Raimundo Bavose

A natureza brilhou como faz
A estrela agora
E a folia ganhou a soberana
Ao romper da aurora

Sua história virou arte
E arquitetura no Brasil Colonial.
O ouro era ambição, terço na palma da mão
Assim nasceu a Capital.

Hoje tem festa e romaria.
Com muito samba, virgem Maria.
A culinária, igual não há.
Vamos brincar no Carnaval de BH.

Bordada no vale verde da esperança,
O vento traz em sua dança a arte em pedra-sabão.
Traz a liberdade neste amanhecer
Tradição fazendo parte do seu viver.

Tem magia o São João em Mariana,
Nas noites de fogueira e poesia.
De um coração que ama,
O sol e a lua encantando um novo dia.

Riscando o céu de amor, Estrela do Vale vem.
Enfeitada com riquezas minerais.
Toda cidade então, não esquecerá jamais,
Que o samba leva aos caminhos de Minas Gerais.

 

Samba enredo 2015
Do barro ao ouro, artesanato mineiro verdadeiro tesouro (Autor: Eduardo Raimundo Bavose)

Protegida pelo criador, arquiteto do universo
Minha “Estrela” vem saudar…o artesanato mineiro
Em prosa e verso
Pelos caminhos…de Minas Gerais
Eu te convido, vem comigo viajar
Conhecer os artistas do saber-fazer
Com seu poder de transformar
De mãos dadas com a natureza
Encanto, beleza e expressão
Ofício, arte e cultura…manutenção da tradição
Salve a cachaça, o queijo do Serro
Galinha D’Angola, colher de pau, cabaça
E a namoradeira na janelra
De olho em você, cheia de graça

Carrancas, pra espantar os maus espíritos
Tapetes, valorizando a decoração
Do barro surgem utensílios
Panelas, moringas e cacimbas
E na Feira Hippie, que acontece em BH
Tem lindas obras pra você admirar

Parabéns, artesãos do samba
Que trabalham com prazer
E mesmo no anonimato
Fazem a festa acontecer
(BIS)

 

Samba enredo 2014 – Serra do Cipó, um lugar bonito que só (Autor: Eduardo Raimundo Bavose)