Corte Real Momesca de 2016

O Carnaval de 2016 já tem sua Corte Momesca. Conheça quem são o Rei Momo, a Rainha e a princesa da folia de BH!

O Rei: Paulo Henrique – Quando era criança, Paulo Henrique dos Santos sonhava em ser bailarino e acompanhava o Carnaval levado pela irmã, que era passista da Escola de Samba Cidade Jardim. Nos desfiles das escolas na Avenida Afonso Pena e na TV via com reverência o Rei Momo, a Rainha e a Princesa, com a distância que a realeza impunha ao menino do bairro João Pinheiro.

“Naquela época eu achava que o rei, a rainha e a princesa eram como nos livros de história, passavam dos pais para os filhos, era hereditário”, conta Paulo Henrique. Desta vez, ele foi coroado Rei Momo do Carnaval BH 2016. Sem nepotismo e sem vínculo familiar. A performance como bailarino, assim como a simpatia e qualidade do samba impressionaram os cinco jurados.

O sonho de criança virou profissão. Aos 35 anos, Paulo Henrique já tem uma longa carreira nos palcos.

São 20 anos como bailarino profissional. Foi percussionista e assistente de coreografia em um grupo afro e, há onze anos, é dançarino e coordenador de dança de um grupo voltado à pesquisa, preservação e divulgação fiel de danças, músicas, folclore, percussão e folguedos tradicionais brasileiras.

Coordenador de ensaio, junto com outros dois profissionais, a função de Paulo Henrique é renovar formas do corpo de baile do grupo, que tem 60 integrantes, e repassar antigas coreografias.

Há três anos, ele foi passar o Carnaval com a namorada em São Luís do Maranhão, terra do samba-reggae e de um dos mais tradicionais e animados carnavais do Brasil. “Uma noite nós acessamos o Facebook e vimos as notícias sobre o Carnaval de Belo Horizonte, com os blocos arrastando dezenas de milhares de foliões. Naquela hora nós percebemos que surgia um novo fenômeno do Carnaval no Brasil.

Deu arrependimento de não estar em BH”.

O novo Rei Momo de Belo Horizonte, que vai reinar até o Carnaval de 2017, participou do concurso pela primeira vez: “Fiz minha inscrição sem nenhuma expectativa de vencer. O objetivo era apenas buscar uma forma de ampliar o leque de opções na música e uma porta para o Carnaval”, conta animado.

Tamara Carvalho Teixeira – Como não existe Rei sem Rainha, Paulo Henrique vai dividir as obrigações e uma animada agenda de compromissos, gravações, entrevistas e apresentações com um novo talento e pinta de superstar: Tamara Carvalho Teixeira, de 22 anos, 1m70, 93cm de busto, 75cm de cintura e 105cm de quadril. Moradora no tradicional bairro São Cristóvão, Tamara já é duas vezes campeã, a primeira delas como passista da Acadêmicos de Venda Nova, que venceu o Carnaval de 2015, e agora como Rainha da Corte Momesca.

Técnica em Enfermagem, preparando-se para o vestibular de Educação Física, este ano, Tamara participou do concurso da Corte pela primeira vez. Ela não queria se inscrever, mas no final se candidatou por incentivo da irmã e da professora de dança Isis Lisboa, com a qual faz aula de samba há dois anos.

Do desfile na Afonso Pena, na ala de passistas da Acadêmicos de Venda Nova, ficou a vontade de se dedicar mais ao Carnaval de BH, e foi preciso entrar em férias no trabalho para cumprir a pesada agenda da Corte Momesca.

No hospital onde trabalha, no bairro Alameda da Serra, na divisa entre Belo Horizonte e Nova Lima, Tamara não leva vida de rainha. Trabalha no setor administrativo do hospital e cuida, de 8h às 18h, da montagem de prontuários médico para faturamento junto a clientes particulares e de planos de saúde, função que passou a desempenhar depois de seleção interna. “Gosto do trabalho na área de saúde, que é socialmente muito importante. Vou continuar nela, mas na área de educação física, que também tem mais a ver com a dança e, claro, o Carnaval”, diz ela, já ansiosa com a agenda da Corte e a espera pela folia do Carnaval BH 2016.

Andréia de Oliveira Marques – Onde tem Rei e Rainha, tem Princesa, é claro! E a dona do título também é dançarina e vem da região da Pampulha, do bairro Bandeirantes. É Andréia de Oliveira Marques, com 25 anos, 1m69, 84cm de busto, 73cm de cintura e 98cm de quadril, a Princesa do Carnaval é dançarina de banda e integrante de um grupo de dança que atua no mercado de animação de festas e de eventos corporativos.

Profissional de dança há sete anos, começou a dançar em um projeto da Escola Estadual “Juquinha de Almeida”, em General Carneiro, Sabará, onde cursou o ensino fundamental. “A agenda da Corte Momesca é pesada, mas ainda consigo conciliá-la com outra atividade que me dá muito prazer, que é dar aula de dança para uma turma de crianças em General Carneiro. Agora, com as atividades do Carnaval, vai ficar um pouco mais pesada, mas a vida artística é feita assim. Dá para levar na dança”, conclui, apenas coma ansiedade de esperar o Carnaval.

A Corte Real Momesca foi eleita no dia 18 dezembro de 2015, em evento no Mercado Central. Os candidatos, moradores de Belo Horizonte, foram avaliados por cinco jurados, de acordo com o domínio do samba apresentado, espírito carnavalesco, expressão, simpatia. O prêmio para o Rei e Rainha do Carnaval é de R$ 7 mil e, para a Princesa, R$ 5 mil.