Conheça os campeões do Carnaval de Belo Horizonte 2019

8 de março de 2019


Foto: Julia Lanari

Com o enredo Ester Sanches – A Embaixadora da Solidariedade, a Acadêmicos de Venda Nova foi a grande campeã do Carnaval de Belo Horizonte 2019. É a sexta vez que a escola ocupa o primeiro lugar no grupo A da folia belo-horizontina. A agremiação recebeu o prêmio de R$ 80 mil, além do troféu. A apuração foi realizada no fim da tarde desta quinta (7), no Mercado da Lagoinha, e contou com a presença de integrantes das escolas de samba e dos blocos caricatos da capital, além da auditoria de representante da Ordem dos Advogados do Brasil. 

Já entre os blocos caricatos, o campeão do grupo A foi o Bacharéis do Samba, um dos mais antigos da capital, foi premiado com R$ 30 mil. O bloco, que abordou alguns estilos de dança, faturou os prêmios de melhor samba, alegoria e fantasia.  “A Belotur e a cidade de Belo Horizonte ficaram felizes com os desfiles apresentados. Os avanços não param por aqui. Contem com nosso comprometimento”, afirmou o presidente da Belotur, Gilberto Castro.

A escola Canto da Alvorada ficou em segundo lugar, e a Cidade Jardim ocupou a terceira colocação do grupo A. Elas foram premiadas com as quantias de R$ 40 e R$20 mil, respectivamente. No grupo B, o primeiro lugar ficou com a Raio de Sol, estreante no Carnaval que celebrou a trajetória de Diva Moreira, militante das causas da negritude. A escola novata irá subir para o grupo principal em 2020. 

Homenagem

Bastante emocionado, o presidente da Acadêmicos de Venda Nova, Kiko Gonçalves, comemorava a vitória com agradecimentos aos integrantes. “Fizemos o melhor que pudemos. O sonho do hexa chegou, viva a nossa comunidade!”, disse.

A grande homenageada da escola foi Ester Sanches, uma mineira de 53 anos que tem uma história de vida dedicada em prol da caridade e benevolência. Símbolos do altruísmo universal foram lembrados ao longo do desfile, como as figuras de Nelson Mandela, Chico Xavier e Gandhi. “A Ester é uma mulher que tem um intenso trabalho de voluntariado e ganhou notoriedade nos Estados Unidos. Sua história é apaixonante. Foi a primeira vez que a escola que a agremiação prestou homenagem a uma mulher”, contou o carnavalesco Marco Aurélio Gonçalves. 

Ester Sanches é belo-horizontina e foi morar nos Estados Unidos na adolescência, motivada pela intenção de ser atleta. Atuou ao lado de grandes nomes do atletismo, como Robson Caetano, Zequinha Barbosa e Joaquim Cruz. Por lá acabou tendo que trabalhar como empregada doméstica e, mais tarde, dedicou-se aos estudos nas áreas de fonoaudiologia e sotaques. Seu impulso em ajudar brasileiros em situação de risco a levou a integrar o Conselho de Representantes de Brasileiros no Exterior. É entusiasta do Carnaval e já foi rainha do congado na cidade mineira de Alvinópolis.

Blocos caricatos

Mais antiga tradição carnavalesca de Belo Horizonte, os blocos caricatos também tiveram seu momento de comemoração. Fundado em 1965, o bloco Bacharéis do Samba foi o grande campeão do grupo A, com um enredo sobre estilos de dança. Eles foram seguidos pelo Estivadores do Havaí na segunda posição, e Infiltrados de Santa Tereza em terceiro. A premiação para essa categoria é de R$ 30 mil para o primeiro, R$ 20 mil para o segundo, e R$ 10 mil para o terceiro colocado.

O presidente do bloco Bacharéis do Samba, Fernando Junqueira, comemorava prometendo realizar uma festa na comunidade do Morro do Papagaio e arredores. “Agora é só festa, com muito churrasco. Nosso samba-enredo foi maravilhoso. Quero agradecer a Belotur pela organização. E também à comunidade, pois sem eles não estaríamos aqui sendo bicampeões”, ressaltou. 

Os blocos Mulatos do Samba e Corsários do Samba ficaram nas últimas posições, e caíram para o grupo B. No grupo B o vencedor foi o Acadêmicos da Vila Estrela. 

Em 2019, o valor das subvenções aumentou, tanto para as Escolas de Samba quanto para os Blocos Caricatos. Cada Escola de Samba do Grupo Especial receberá o valor de R$ 100 mil para desfilar na avenida. Para os grupos de Acesso, o valor destinado será de R$ 50 mil. Esses valores representam um aumento de 30% em relação a 2018. Já para os Blocos Caricatos a subvenção teve um crescimento de 20%. Para o Grupo A o valor passa a ser de R$ 45 mil e para o grupo B será destinada a quantia de R$ 31 mil.

O Ministério da Cidadania e Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Belotur, apresentam o desfile dos Blocos Caricatos de Belo Horizonte, por meio da Lei de Incentivo à Cultura, com patrocínio master da Skol.

CLASSIFICAÇÃO GERAL

BLOCOS CARICATOS

GRUPO A

Bacharéis do Samba – 149,4 pontos

Estivadores do Havaí – 148,6 pontos

Infiltrados de Santa Tereza – 147,8 pontos

Inocentes de Santa Tereza – 147,6 pontos

Por Acaso – 146,9 pontos

Unidos Zona Norte – 146,8 pontos

Mulatos do Samba – 146,1 pontos

Corsários do Samba – 145,7 pontos

GRUPO B

Acadêmicos da Vila Estrela – 149,4 pontos

Real Grandeza – 145,5 pontos

Aflitos do Anchieta – 145 pontos

ESCOLAS DE SAMBA

GRUPO A

Acadêmicos de Venda Nova – 158,6 pontos

Canto da Alvorada – 158,4 pontos

Cidade Jardim – 158,1 pontos

Estrela do Vale – 158 pontos

Imperavi de Ouro – 155,5 pontos

Bem-Te-Vi – 154,3 pontos

GRUPO B

Raio de Sol – 152,7 pontos

Unidos dos Guaranys – 151,8 pontos

VENCEDORES POR QUESITO

ESCOLAS DE SAMBA

Comissão de frente: Canto da Alvorada e Acadêmicos de Venda Nova (empate)

Bateria: Cidade Jardim e Estrela do Vale (empate)

Alegorias e adereços: Estrela do Vale

Fantasia: Acadêmicos de Venda Nova

Mestre-sala e porta-bandeira: Estrela do Vale

Samba-enredo: Cidade Jardim, Acadêmicos de Venda Nova e Canto da Alvorada (empate)

BLOCOS CARICATOS

Samba: Bacharéis do Samba

Bateria: Estivadores do Havaí

Alegoria: Bacharéis do Samba

Fantasia: Bacharéis do Samba

Enredo: Unidos da Zona Norte

Mais informações para a imprensa pelo telefone 3246-0246 (Belotur)