Belotur abre o Edital de Subvenção aos Blocos de Rua do Carnaval 2019

5 de dezembro de 2018


A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Belotur, abriu o Edital de Subvenção para Blocos de Rua do Carnaval 2019. Podem participar os Blocos de Rua que se  cadastraram na Belotur, no período de 23 de outubro e 19 de novembro. Os interessados devem apresentar a documentação exigida até o dia 20 de dezembro, na sede da Belotur (Rua da Bahia, 888, 6º andar), no horário das 9 às 17 horas. As inscrições são gratuitas. O edital foi publicado no Diário Oficial do Município desta quarta-feira, dia 5, e está disponível aqui.

Em 2019, será contemplado o número máximo de 96 blocos, 16 a mais no que no Carnaval de 2018. O valor total da subvenção é de R$ 600.000 (seiscentos mil reais), divididos em 4 categorias – nos valores de R$10.000; R$ 7.000; R$ 5.000 e R$ 3.000. No ato da inscrição, o representante do bloco deverá indicar em qual categoria deseja concorrer, de acordo com sua necessidade.
 
O objetivo do auxílio financeiro é proporcionar aos blocos a oportunidade de melhorar a estruturação para ensaios, aprimorar a qualidade do som e a segurança oferecida ao público e aos turistas que acompanharem seu cortejo. “Com o crescimento do carnaval, os blocos passaram a ter uma necessidade maior de estrutura para manter uma conexão com o público. Sensível a essa demanda, a Prefeitura abriu o Edital de Subvenção. Com ele, conseguimos dar a oportunidade para que um dos grupos que protagonizam a nossa festa possa proporcionar uma melhor experiência para seus foliões”, afirma Aluizer Malab, presidente da Belotur.
 
A grande novidade do edital deste ano é que, além de usar o auxílio financeiro para o pagamento dos serviços de sonorização, contratação de músicos, técnicos de som, produtores, seguranças e brigadistas, o bloco poderá financiar o aluguel de espaços onde serão realizados ensaios e oficinas para os desfiles.
 
Podem participar pessoas físicas, maiores de 18 anos, moradores de Belo Horizonte, ou pessoas jurídicas, com ou sem fins lucrativos, com sede e foro em Belo Horizonte e que tenham como finalidade atividades de cunho artístico ou cultural.
 
A classificação será apurada por comissão que avaliará e pontuará os blocos de acordo com critérios previstos no edital. O resultado será publicado no Diário Oficial do Município (DOM) em meados de janeiro.
 
Contrapartida
O Edital de Subvenção deste ano exigirá pela primeira vez uma contrapartida dos blocos contemplados. A ideia é uma compensação social em qual o bloco se compromete em realizar gratuitamente um cortejo, show, oficina de percussão ou qualquer outra atividade relacionada ao carnaval. Essa compensação deverá ser realizada durante ações de cidadania promovidas pela Secretaria de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania.